Qualidade de músicas 128kbps e 320kbps

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016


Existe uma eterna busca e discussão sobre a diferença de qualidade entre arquivos de áudio MP3 em taxas de bitrates 128kbps e 320kbps.

Afinal, o que isso realmente importa para alguém que apenas deseja ouvir sua música, relaxar e se divertir?

Antes de analisar tudo isso, é necessário saber o que são taxas de bitrates.

As taxas de bitrates mostram a quantidade de kbits (dados) que são reproduzidas por segundo. Ou seja, a cada segundo, um arquivo MP3 pode reproduzir desde 32 kbits até 320 kbits por segundo (kbps).

Desta forma, arquivos de áudio de 320kbps possuem mais qualidade do que os de 128kbps, por transmitirem mais dados por segundo (e consequentemente sendo maior o arquivo).

Porém, o que deve ser levado em conta neste cálculo é o quão perceptível é essa falta de qualidade. Esta ausência de fato torna a música inaudível (desagradável aos ouvidos)?

É neste ponto que a discussão se torna subjetiva e de difícil consenso.

Primeiramente, para que se possa analisar audivelmente a qualidade de uma música, são necessários alguns requisitos, como ter um bom fone de ouvido (com isolamento de ruídos externos), o reprodutor do áudio ser de boa qualidade (hardware/drive de áudio - sistema de som) e o principal, ter uma percepção de áudio aguçada (algo que poucas pessoas são capazes).

Preenchendo todos estes requisitos, qual seria a diferença de qualidade ao analisar músicas com 128kbps e 320kbps?



De maneira literal, a diferença seria apenas em notas mais agudas e de maior frequência (kHz), na qual dependendo da música, ela seria inaudível (você não escutaria a mesma) ou distorcida (ela seria reproduzida com uma menor frequência, sendo praticamente imperceptível).

Músicas com 128kbps são capazes de reproduzir em uma média de 16kHz, podendo alcançar até 20kHz. Já músicas com 320kbps reproduzem em uma média de 20kHz até 22kHz.

Logo, estas notas mais agudas que sofrem diferença de qualidade e de maior frequência, seriam reproduzidas numa faixa entre 16kHz à 22kHz, sendo que o ouvido humano só consegue perceber áudios entre 0,2kHz à 20kHz.

Desta maneira, como o ouvido humano sofre variações de percepção para cada indivíduo, uma pessoa pode perceber o som até 20kHz e outra pode perceber apenas até 18kHz. Assim, varia muito de pessoa para pessoa a percepção de qualidade entre músicas de 128kbps e 320kbps.

Definitivamente, músicas de 320kbps tem mais qualidade que músicas de 128kbps. Porém esta diferença perceptível (ou não) por algumas pessoas e sua maneira de ouvi-las (com um fone de qualidade ou um sistema de som potente), podem ser irrelevantes.

Pessoalmente, minha biblioteca musical contém músicas de 128kbps, sendo que todas elas foram convertidas de músicas com 320kbps ou extraídas (ripadas) de um CD. Em todas as conversões, fiz comparações audíveis com um fone de ouvido com isolamento de ruídos externos e comparando suas taxas de frequência (kHz), onde a diferença entre elas nos trechos/notas mais agudas da música era entre 2kHz à 4kHz (algo imperceptível para mim).

Por não ter uma audição tão aguçada, consigo perceber quando há conversões de outras taxas de bitrates para 128kbps (quando de taxas inferiores a 128kbps ou menores que 320kbps).

E por isso, só converto de 320kbps para 128kbps para obter uma boa conversão, visando também meu apreço por várias músicas e o espaço para as mesmas em meu celular.

Portanto, todas as postagens de álbuns, singles e etc feitas de músicas, serão na qualidade de 128kbps, atendendo aqueles que (assim como eu) não vejam necessidade de terem músicas em qualidade 320kbps que pouco (ou nada) acrescentam em sua experiência em apreciar e ouvir uma música, já que, para que se possa de fato ter uma percepção aguçada e perfeita de uma música, seria necessário ouvir ambas em qualidades distintas e analisar concentradamente cada trecho e nota.

Concluindo, é muita qualidade e espaço para pouco tempo e muita frescura de querer ouvir a mais aquilo que não fara diferença significativa em algo tão simples e impactante, que é apenas relaxar, se divertir e refletir, ouvindo uma música que te agrade e que te faça esquecer o mundo exterior.

Luís Sérgio Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário